Oscar – Valência da Espanha

Hoje a camisa que está competindo no Oscar e será apresentada é a do Valência. A camisa se encaixa em 4 categorias que também são as 4 categorias que o clube disputa. São elas: Melhor Templante, Melhor Patrocínio, Melhor Marca e Camisa da Temporada.

…Valência da Espanha

Essa é mais uma para a coleção das que foram encomendadas. Dessa vez quem encomendou foi o Wendell, ele no post da Lotto 0708 pediu a camisa de visitante do Valencia dessa temporada.

O Valencia foi fundado em 1919, e como muitos outros clubes foi fundado numa mesa de bar, porém o Valencia tem um capítulo especial, duas pessoas queriam a primeira presidência do clube e essa foi decidida num simples, mas justo, cara ou coroa, o vencedor, Octavio Augusto Milego Díaz, assumiu a cadeira mais importante e estreou o time contra o Gimnástico valenciano. O placar foi desfavorável, mas magro, 1 a 0. A escalação do time foi: Marco, Peris, Julio Gascó, Marzal, Llobet, Ferré, Fernández, Umbert, Martínez Ibarra, Aliaga e Gómez Juaneda.

Um dos maiores ídolos do Valencia chegou ao clube na temporada 7677 juntamente com o técnico paraguaio Herrera, seu nome era Mario Alberto Kempes, argentino e centro avante. Depois de marcar dois gols na final da Copa do Mundo de 78 e ser artilheiro da competição um repórter argentino o apelidou de matador, nada muito criativo. Legal mesmo era a frase que se os torcedores do Valencia costumavam falar: Não diga Kempes, diga gol. Kempes foi artilheiro do campeonato espanhol nas temporadas 7677 e 7778. Dentre os diversos títulos que o Valencia acumula posso destacar 6 Campeonatos Espanhóis, 6 Copas do Rei, uma Copa da UEFA e 2 Supercopa da Europa, uma delas com participação decisiva de Kempes.

Mas falando do pedido, a camisa é feita pela Nike e ao contrário da camisa de casa não veio para o Brasil. Apesar de algumas diferenças ela tem praticamente o mesmo padrão de todos os clubes Nike, simples mas com detalhes marcantes. Ela é completamente laranja, e esse além de ser seu ponto mais chamativo é também o mais bonito e o mais marcante, tudo nessa camisa procura entrar em harmonia com a cor e o melhor, consegue. Para começar temos a gola, bem diferente, realmente linda, tem um estilo que é quase de gola olímpica e da um toque de modernidade para a camisa, essa modernidade que combina perfeitamente com o tom de laranja imposto pela Nike. O azul nos limites da camisa é bem interessante (a barra da camisa conta com o azul nas costas e não é possível ver na foto), por incrível que pareça combinou com a camisa, eles acertaram ao não exagerar, porém acabaram restringindo demais, a combinação é boa e por o laranja ser muito forte ele exige mais presença de outras cores, o azul era perfeito para isso. O Toyota também é muito bonito, simples e retangular, combina também com a camisa e com o desenho Nike que, diferentemente da Adidas, segue mais esse padrão com traços retos. Ele é preto com bordas brancas o que destaca ele um pouco mais, na minha opinião combina mais com o laranja do que o azul, pelo menos fica mais bonito, apesar do azul ser muito mais inovador e carregar essa idéia de modernidade. O Toyota também combina perfeitamente com o símbolo da Nike que está em branco, fazem uma ótima parceria quando se inclui o símbolo do Valencia, porém confronta com o azul o que prejudica, e muito, a camisa. O negócio em dourado que circula o escudo dando mais destaque para ele é bem desnecessário, a camisa tem itens suficiente que formam o meio e ele acaba se tornando um elemento extra que não se encaixa com o resto, além do mais é uma homenagem sem muito sentido. A do Celtic e da Inter tem nesse ano uma data histórica a ser representada e por isso são justas, além disso o formato do escudo não favoreceu a idéia. O horroroso patch da LFP, que representa o campeonato espanhol, também é um elemento a mais na camisa que poderia ser retirado. O laranja tem duas formas de ser aplicado, numa delas a camisa é totalmente laranja, na outra ela deve ser fortemente invadida por outras cores, de preferência fortes como esse azul ou preto. Infelizmente essa camisa apesar de ser bem atraente comete diversos erros nessa questão, ela tem cores conflitantes, pouca ocupação de desenho (parte que diz respeito ao azul) e itens coadjuvantes em excesso. Dou duas soluções para ela. Na primeira, e também a mais possível e bonita, eu simplesmente retiraria o que circula o escudo e transformaria tudo que é azul em laranja, assim o preto do Toyota não teria com quem brigar e o laranja conseguiria liberdade. O patch continuaria, mas só porque é obrigatório. Na segunda eu adotaria a idéia de modernidade e tirava o patrocínio da camisa, mudaria o símbolo da Nike para azul e, obviamente, tiraria essa idéia do negócio dourado no símbolo. Converter o Toyota para azul não me parece uma solução boa, portanto a escolha ficaria entre ter patrocínio ou não. Observação: O pessoal de design de camisas da Nike acertou sim, fizeram quase exatamente o que eu sugeri na 2ª proposta, mas como o patrocínio sempre vem para encaixar eles acabaram se dando mal, não erraram não. E também apesar da camisa não ser perfeita ela é linda do mesmo jeito.

valencia-0708-b.jpg

Anúncios

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: