Especial Entrevista

O Especial do Mês desse mês vai tratar de um assunto especial, pelo menos para mim.

Faz um tempo, mas eu fui convidado ao lado do Anderson (O Vestiário) para participar de um programa da Fashion TV, um famoso canal que trata apenas de moda e que depois de fazer sucesso no exterior chegou no Brasil através da SKY em Agosto do ano passado. A entrevista, feita aqui em São Paulo, foi para o programa Estilo Brasil, novo no canal e que vai estrear dia 23 de Julho. Além de nós colecionadores tivemos também a apresentadora do programa Ellen Jabour e a estilista Thais Losso. Atualmente com marca própria ela já passou por Sommer, de onde pediu para sair. Mas antes seu “passe” ou no caso “traço” esteve vinculado a Zapping aonde fez uma coleção com o tema Itália que envolvia entre outros elementos as camisas de futebol, isso em 2005.

Inicialmente a idéia era gravar no Pacaembu, mas por um problema tivemos que mudar nossos rumos, gravamos então no Parque Antártica. Chegamos no local e entramos em campo, literalmente. A equipe do programa deu uma pequena orientação de como entraríamos e o resto, por incrível que possa parecer, foi muito natural. Ficamos em campo e as primeiras coisas que mostramos após uma pequena introdução da simpática Ellen com a simpática Thais foram nossas pequenas evoluções. O Anderson mostrou a Alemanha de 1996 a 2008, um conjunto de 6 camisas belíssimas. Eu mostrei metade da minha coleção dos campeões mundiais, metade pois na seleção que fiz para levar deixei de fora as camisas de visitante. Nesse primeiro momento nada animou muito a Thais ou a Ellen com a exceção de uma gola (a da Alemanha de 2004), que eu particularmente acho de muito mau gosto, e o desenho criado por Neil Barrett para a camisa Home da Itália.

Após isso mostramos algumas peças de nossas coleções, meio perdido ainda mostrei a camisa da Costa do Marfim Home de 2006 relacionando ela com a camisa de 94 do Brasil que já estava exposta mostrando a retomada de idéias que o mundo das camisas está começando a viver. Mostrei também minha camisa do Pumas, que não agradou pelo tom pele que possui, fiquei um pouco triste, afinal a coitada da camisa que eu vejo como uma relíquia, não das mais belas verdade, havia sido esculachada, isso que eu também tinha levado a sensacional camisa do Chivas e acabei nem mostrando. Seguimos conversa e por meio das camisas comemorativas do centenário da Fifa que o Anderson tinha caímos no passado, e conseqüentemente na evolução de design e tecidos, ambos constatamos que a evolução de tecidos dos anos 80 para os 90 principalmente havia sido algo incontestável e arrasador, foi então que mostrei minha réplica do Hearts que eu trouxe da Escócia e comparei com a atual, o que mais chamou a atenção das meninas foi a diferença de tonalidade.

Demos uma rápida passagem então pela mudança e evolução dos escudos e fomos sem escala para qual a Liga que fazia mais moda, momentos antes a Ellen tinha pedido para ver as camisas de manga longa e eu fui buscar as minhas e acabei perdendo a chance de falar algo no qual tenho uma opinião muito própria. O Anderson falou que a liga italiana junto com a inglesa e a espanhola eram as mais desenvolivdas nesses aspectos, mas eu sinceramente gostaria de citar a Bundesliga com coleções tão únicas, a J.League e quem sabe fazer um comentário sobre a FMF e falar que no final que fazia moda mesmo não eram as ligas e sim as marcas, afinal os modelos que são as características de estilo e moda são feito pelas mesmas, verdade que as ligas que o Anderson citou são as mais conhecidas e quem sabe a que os clubes tem mais autonomia para criar, mas não citar que a Umbro foi a precursora do design esportivo quando começou a patrocinar clubes do Reino Unido na década de 70 é um pecado.

Perguntaram também sobre qual o jogador que achávamos mais modernos na questão de design, Anderson citou o goleiro Buffon e seu xale (?), eu meio perdido fiz a burrada de citar um dos jogadores que menos me agradam, o Ronaldo, Cristiano Ronaldo, falando de seu estilo de jogo todo peculiar, mas após alguns segundos procurando urgentemente alguém melhor lembrei do meu ídolo Davids e seus óculos laranja e dreads inconfundíveis, fiquei orgulhoso, existe melhor exemplo de estilo do que Davids? Entramos então nas mangas longas, dei uma rápida passagem por algumas camisas, citando o inconfundível e clássico desenho do Ajax, que foi deixado de lado quando surgiu minha camisa de goleiro do Liverpool. Sucesso, o estilo totalmente diferente misturando cores e desenhos fez as meninas se apaixonarem, a Ellen até arriscou vestir a camisa para ver como caia nela.

Depois dar uma espécie de encerrada com a Thais falamos um pouco da história curiosas de algumas camisas, o Anderson falou do Universitário que tinha mudado de branco para bege após uma lavagem não muito bem sucedida e eu citei a história do uniforme rosa da Juventus que pelas mãos de um inglês virou branco e preto. Foi então que fomos intimados a escolher uma última camisa para falar, aquela que considerávamos especial, não tive dúvida alguma, peguei a minha camisa do Al-Ain. A reação de todos não poderia ser diferente, e foi a mesma que eu tive (e ainda tenho) quando a vi pela primeira vez. É meio inexplicável, mas é uma mistura de espanto e admiração. Todos admiraram e fizeram comentários sobre a peça, inclusive eu, meio abobado. A Thais ameaçou roubar e a Ellen  falou que eu devia fazer sucesso com ela na balada, falei que não usava ela de jeito nenhum e nesse exato momento passei uma idéia de colecionador que na verdade não é exatamente a minha verdadeira, ou é, mas somente nesse caso. Fechamos a matéria e fizemos umas poses de como estivéssemos conversando, não que não estivéssemos, pediram novamente para eu segurar a camisa do meu querido Al-Ain e eu fiz todo orgulhoso da minha bela peça.

Algumas observações: Não está na ordem corretíssima, e sim mais ou menos do que eu lembro, também discutimos se era camisa ou camiseta, e a Ellen argumentou falando que camisa é a de botão, e de certa forma ela está correta, minha tese é que camisa é bem mais simples de se falar, mas que está errado a isso está. Também teve os exemplares que eu acabei não citando que eu gostaria de ter citado, como as listras em tons parecidos com o exemplo de Bayer Leverkusen e Reading, as camisas meio a meio do Atlético de Madrid, a quadriculada que também serve de exemplo de tons parecidos, do Racing, e o desenho espetacular da camisa do Chivas. Também fomos perguntados se venderíamos nossas coleções, falamos, claro, que cada peça tem seu valor sentimental e tudo, mas eu confessei que por uma boa oferta venderia, o Anderson foi resistente, mas quando a Ellen ofereceu um milhão ele acabou cedendo. 

Só para constar eu fui com a camisa Away do Celtic de manga longa da temporada passada (0708) e o Anderson com a camisa de Rugby da Inglaterra. Também acabei nem citando minha querida cria (o Compulsivos) não sei se por timidez ou porque simplesmente não se encaixava no contexto. O programa vai passar na SKY no final do mês, não sei ao certo a data, mas se o programa for semanal deve ser ou no dia 23 ou no dia 30, acho que mais provável dia 30.

Enfim, essa foi minha experiência, muito boa por sinal, que ocorreu na última terça-feira de Junho, dia 24. Espero que venham muitas outras iguais a essa, e que da próxima vez eu saiba com a experiência que ganhei aproveitar melhor o espaço.

Anúncios

10 comments so far

  1. Ricardo on

    nossa, nao sabia dessa tal entrevista Guilherme, que coisa ótima, é um trabalho reconhecido néh meu irmão

    você tá de parabéns

    abraço

  2. Matheus Mayorca on

    que legal Guilherme, pena que não tenho SKY, vê se você consegue gravar e colocar aqui no blog…Abraço.

  3. Lucas on

    Cara, como já te disse, parabéns, trabalho reconhecido, que venham muitas outras dessa.

  4. Andre Araujo on

    Como diria um amigo meu… poxa vida cara, Parabéns mesmo…
    Tanto pra ti, como para o Anderson, é o reconhecimento de um trabalho muito bem feito. Hoje encontramos tantos blogs que nascem e que morrem, de gente que não tem o que escrever, e que muitas vezes nem sabe escrever, e é muito bom quando encontramos pessoas que pesquisam, entendem, e amam o que escrevem.
    Muito legal mesmo….

  5. Augusto T. on

    Parabens MESMO

    nada mais a acrescentar

  6. Guilherme.Pucci on

    Queria falar que agradeço muito a vocês que sempre me acompanharam e que deram toda a força, sempre que eu falo isso eu acabo sendo repetitivo e falando “poxa, eu faço isso por vocês, pelo público” e vou ter que falar denovo, sabe porque?

    Porque é a mais honesta verdade, tudo que eu faço aqui é para o público apreciar, óbvio que também é uma paixão minha senão eu nem faria, mas cada elogio é único e trás um prazer e uma reconpensa ótima

    A entrevista no final é o reconhecimento do conjunto Compulsivos dos quais vocês também fazem parte.

    Se eu conseguir assistir e gravar o programa eu posto para vocês.

    Obrigado de verdade e um forte abraço a cada compulsivo que visita o Compulsivos.

  7. Anderson - O Vestiário on

    Puxa, não havia visto que tinha feito este post…

    Me lembro que no começo, além da gola da camisa da Alemanha de 2004, ela só gostou da camisa da Alemanha de 2008 e daquela sua da Itália e só…
    Demorou para a entrevista em si engrenar e ganhar pique. Começou a ganhar ritmo quando mostrei a camisa do Kyoto Sanga (que elas amaram a cor), a da seleção feminina, que para elas pareceu algo bem inesperado, e você mostrou a do Pumas e a do Al Ain, que, como você bem falou, realmente causou um choque nelas! hehehehe.
    Quando falamos das Ligas que fazem moda, eu também lamento ter me esquecido da J-League,da Bundesliga, de que foi na Inglaterra que as camisas de futebol começaram a se tornar “fashion”, além da questão da padronização das marcas, assim como me havia esquecido do Davids e me lembrado apenas do lenço do Buffon… Nervosismo…
    Na parte das camisas mais tradicionais, acho que também pelo nervosismo, acabei não falando da camisa da Sampdoria que tem um dsenho tão clássico quanto a do Ajax e acabei falando da camisa do Universitário de Lima. Um verdadeiro pecado…
    Creio que o nervosismo da gravação aliado ao pouco tempo que tinhamos para mostrar as camisas e falar delas, já que a Thaís tinha compromissos, impediu-nos de mostrar outras camisas que tinhamos que certamente seriam legais de serem mostradas. Adoraria ter mostrado a do Borussia Mönchengladbach, com seu design diferenciado das listras, a de goleiro da Itália, clean e “fashion”, a do Estudinates, preta e cinza, a do Galatasaray, meio a meio e a de Portugal de 2000 que é simplesmente elegante, além da série da seleção Brasileira de 1996 à 2006.

    Sem contar que eu realmente ficava sem graça sempre que a Ellen falava da forma como eu segurava minhas camisas…

    Assim como você, também acho que a gravação serviu para nos dar mais experiência e numa oportunidade futura,perder o nervosismo e saber aproveitar melhor o espaço…

    Resposta:
    Taí a outra parte da história galera, vale dar uma lida e depois conferir a coleção dele

  8. Anderson - O Vestiário on

    A proósito… Poderia me mandar alguas das fotos que você e seu pai fizeram? Gostaria de poder usar no blog que estou querendo começar…

    Resposta:
    Nos comunicamos por e-mails ok Anderson?

  9. Natália on

    Parabéns Guilherme!Com certeza foi merecida essa oportunidade,até porque pela sua curiosidade e gosto pelo que faz aqui neste blog não se ve muito nos dias de hoje!Fiquei também admirada do quanto você sabe sobre esse assunto,e o quanto se esforça para que a cada dia descubra mais e mais!Continue sempre assim e irá longe.
    beijos

  10. camisetasfutbolchina on

    camisetasfutbolchina es el proveedor profesional con la camiseta de réplica de fútbol,camisetas de fútbol barato . Usted puede por menor o al por mayor las camisetas de fútbol en línea. Camisetas de Fútbol es la tienda más grande de equipos de fútbol en España.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: