Archive for the ‘Camisas Bizarras’ Category

Oscar – Liverpool da Inglaterra

A camisa de hoje concorre na categoria de Melhor Camisa de Goleiro. Ela também é a única peça desse molde na minha coleção, trata-se da camise de goleiro do Liverpool que além de estar presente nessa categoria também concorre em: Melhor Templante com a Adidas I e Adidas II das suas camisas away e third respectivamente, Melhor Camisa Dupla com a home, Melhor Liga por participar da Premier, Melhor Patrocínio com a Carlsberg e Melhor Marca com a Adidas. No total são 6 categorias, mais um time que está muito presente.

Segue o post do ínicio do ano.

…Liverpool da Inglaterra

O Liverpool da Inglaterra fundado em 1892, é considerado o clube mais vencedor de toda a Inglaterra, parte disso se deve as 5 UEFA Champions League vencidas pelo clube, o melhor dentre os ingleses, porém todas as 5 oportunidades que eles tiveram de se tornarem campeão mundial foram jogadas por água abaixo, em 2 delas o clube simplesmente se negou a jogar, em outra perdeu para o espetacular Flamengo de 81 por 3 a 0, em 84 o Independiente venceu por 1 a 0 e em 2005 foi a vez do São Paulo pelo mesmo placar. Curioso é que o clube é o maior vencedor do Campeonato Inglês, porém nunca venceu uma Premier League (existente desde 92). Além disso venceu 3 Copas da UEFA e 7 Copas da Inglaterra.

As camisas do Liverpool não são nenhuma coisa absurdamente linda e inovadora, e nos últimos 12 anos o clube teve apenas 6 uniformes de casa, parece uma espécie de tradição repetir o uniforme de casa por 2 temporadas, a última vez que isso não ocorreu foi na temporada 9596, mais de 10 anos atrás. Outra coisa que representa a fidelidade no clube é o patrocinador, a Carlsberg estampa seu logo desde a metade de 92.

Nessa temporada além da tradicional camisa vermelha o Liverpool tem a preta para competições européias e a branca de visitante tradicional, que é a mais bonita por ter as faixas ao fundo com o escudo do Liverpool. Mas na verdade vim mostrar a, literalmente, bizarra camisa de goleiro dessa temporada. Tem uma combinações de cores que eu confesso nunca ter visto, e nem sequer imaginado, na vida. É uma mistura de branco e vermelho com um verde partindo para o azul meio real. Uma tentativa ridícula de misturar clássico com moderno, todos detalhes que foram desenvolvidos para esse modelo de camisa foram preenchidos ou com branco ou com vermelho e chegam até a lembrar a camisa branca, mas todo o resto é com essa cor ainda indefinida, que parte do verde pro azul mas com um estilo clássico parecido com algo real. Também tem as listras com o símbolo do Liverpool, mas isso é um estilo extra que a camisa tem todo o direito de ter, além do mais essas listras são feitas num tom mais escuro da cor principal e combinam com a camisa.

liverpool-ml-0708-gk.jpg

…Racing Santander da Espanha

O Racing Santander é um clube mais apagado da Espanha e que eu simpatizo ligeiramente, sempre tive vontade de postar alguma camisa deles, mas sempre adiava. Até que outro dia vi que a Joma, empresa que patrocina o clube, tinha lançado algumas camisas no Brasil dentre elas estava esse modelo do Racing Santander que eu confesso não conhecia. Por isso busquei algumas imagens dele e vim apresentar o modelo para vocês, sei que vai ser difícil, mas espero que vocês gostem.

A camisa que eu vou mostrar está sendo usada como 3º uniforme do clube para a atual temporada, ela na verdade pode ser interpretada como uma variação do uniforme de casa que sempre leva verde e branco assim como ela. A diferença é que quando o clube usa faixas no uniforme de casa sempre as faz em vertical e no caso dessa camisa as faixas são horizontais, só para constar, não é sempre que o clube usa faixas na primeira camisa, é um uniforme que tem um pouco de espaço para se criar em cima, esse ano por exemplo estão usando uma camisa branca com detalhes na manga em um verde mais claro.

Retornando a camisa do post, ela é feita pela Joma num modelo que me parece desenvolvido exclusivamente para o Racing, um modelo horrível essa é a verdade, detalhes mal construídos, linhas que separam cores em pontos errados, costuras inapropriadas, enfim, um verdadeiro coquetel de erros. O desenho da camisa é dos três uniformes do clube o menos pior, consegue driblar alguns pontos, mas mesmo assim há diversos erros. Como falei no começo a camisa é listrada horizontalmente, as listras verdes são maiores que as brancas, até o momento tudo está correndo muito bem, listras em geral são lindas, a combinação de cores favorece o modo em que foi colocado, e também há um elemento criativo no caso do tamanho das faixas, a intenção era muito boa e o verde ia ganhar muito destaque e ser muito valorizado. Mas acaba aqui os acertos, e os erros começam quando, não tenho idéia do motivo, eles cortam uma listra causando a falha da seqüência destruindo toda a idéia da camisa, a desculpa do patrocínio nesse caso está descartada, o clube simplesmente não tem patrocínio, e o pior é que a falta da listra criou justamente uma caixa para o patrocinador se expor, no final das contas valia até mais a pena ter um patrocínio do que ficar com essa ridícula ausência de elemento. Mas também tem outro problema nas faixas, na parte inferior a barra da camisa forma uma canoa, o que já é péssimo para a frente de uma camisa, e eles conseguiram ao mesmo tempo fazer com que o verde não chegasse ao final total da camisa mas chegasse ao final nas laterais, ou seja cada cor acaba uma vez com a camisa, geralmente além de retas as barras de camisas listradas deixam pequenos restos de linha para não começar direto com uma listra completa o que prejudica na hora de compreender a camisa, nesse caso eles acertaram e erraram, o resultado foi uma mistura desagradável para os olhos e prejudicial para a camisa. O desenho nas mangas é o maior erro de modelo da camisa, essas curvas muito acentuadas são muito feias, quando as mangas estão para baixo elas formam dois chifres como você pode ver nessa foto do modelo em outra posição. Elas também destroem a continuidade normal que o tronco de uma camisa faz, e na pior parte, alargando esse desenho justamente quando ele chega na cabeça, fora isso ele também ajuda a quebrar as faixas, mas não pelo excesso de branco e sim pelo desenho que não é nem arredondado e nem retilíneo, um meio termo que contradiz totalmente os traços retos e firmes das faixas, a linha preta que não vai de ponta a ponta é um detalhe horroroso, combinaria com a camisa se o desenho não fosse mais curvado e se ela se completasse. Uma boa solução seria pintar os dois lados de verde para cortar os chifres e diminuir a visualização dessa linha. Outra coisa que pode ser vista na foto do link é como essa pequena etiqueta com a inscrição Racing ao lado da gola é feia, cria uma assimetria muito perto do meio o que afeta muito mais a camisa e a fonte também é muito feia, além de ser desnecessário, há lugar nas costas para isso. Também é possível reparar em como a costura ficou absurdamente fora de contexto, ela dá mais formato para os chifres, e pelo desenho arqueado vai contra os outros dois pontos, as faixas retas e o detalhe das mangas numa mistura, o fato dela estar no meio e piorar ainda mais vira detalhe diante de tantas falhas. Nem a gola se salvou, ela até é bonita, parecida com a da Adidas e combina com o desenho inicialmente proposto, mas não combina em nada com o modelo pitoresco, que no final é o que prevalece deixando mais um item fora do conjunto, uma gola lisa era a melhor solução para não interferir nos tantos outros elementos. Por fim fica minha tristeza, uma idéia boa, um clube legal, uma ausência de patrocínio e uma camisa onde tudo deu errado.

Há 10 Anos Atrás – Fevereiro

Hoje oficialmente não é o último dia do mês, mas teoricamente fevereiro acaba no dia 28 e eu quero postar algo especial no dia 29, uma camisa que eu realmente acho que merece ocupar um dia que só vem de 4 em 4 anos, portanto adianto o Há 10 Anos Atrás para hoje.

Everton da Inglaterra

A camisa do Há 10 Anos Atrás desse mês só poderia ter sido feita há 10 anos mesmo, ninguém hoje é louco o suficiente, aliás não chega nem perto. O clube, que não tinha essa exclusividade de camisas bizarras, é o Everton e a marca que patrocinava o clube na época era a Umbro. A camisa mistura amarelo com preto e azul,a princípio nada demais, mas eles conseguem exageros inacreditáveis, há quatro faixas normal no peito e mais duas em um degradé muito estranho nas mangas com todo o fundo em um amarelo mostarda muito forte as faixas foram pintadas de preto até uma determinada parte, quando elas mudam para um azul muito diferente e depois retornam ao preto sem o menor critério ou coerência, o resultado é uma inconstância que arrepia pela falta de combinação e proposta. As faixas das mangas simplesmente não combinam com as do tronco e ficam deslocadas da camisa, é excesso de informação, assim como a marca d’água em toda a parte amarela com a palavra “Everton” em fila dupla parte subindo e parte descendo e acompanhada do Everton F.C. na parte inferior da camisa, esse último resistiu até hoje mas com uma mudança de local, agora ou fica parte de trás da gola da camisa ou na parte inferior só que nas costas, eu particularmente adoro. O patrocínio da Danka é mais um item que causa calafrios, abre mais amarelo numa camisa que peca justamente pelo excesso, além do mais é um símbolo horrível e sem muita criatividade, característica da época mesmo, onde não havia nem desenhos tão arrojados como tecnologia e métodos para aplicação dos mesmos. Só acho que ele poderia ser feito todo ao contrário, a caixa preta e o Danka em amarelo, valorizava mais ambos. O símbolo do Everton dentro desse ovo também é algo horroroso, além dele ficar desproporcional para a camisa e mais desproporcional ainda para o ovo ele ainda está acumulando itens colocado na esquerda com o Umbro de oposto para contrapor ficaria mais bem harmonizado, símbolo da Umbro que do jeito que foi posicionado acaba invadindo um pouco cada uma das faixas sumindo e criando confusão. A gola é a única coisa que se salva na camisa, a combinação de cores com faixas simples e proporcionais ficou muito boa e o desenho elegante mas clássico também é bastante bonito, pena que a simplicidade com que foi feita não foi usada no resto da camisa, ela tinha como dar certo, mas creio que pela época em que foi feita, uma época muito conturbada dos uniformes, transição de um período bizarro que surgiu em no começo dos anos 90 e seguiu muito forte por uns 6 anos e foi morrendo aos poucos dando lugar para linhas mais arredondadas e finas. E é justamente esse momento que a camisa vive, mas tendendo para o lado bizarro, tinha elementos mais que extravagantes e que se opõem a tudo que vemos hoje, já as camisas da Nike mais moderninhas eram simples e tinham um padrão mais tendencioso para o que conhecemos.

 

…Los Andes da Argentina

O CALA, Clube Atlético Los Andes fica situado na província de Buenos Aires mas não na cidade. Foi fundado no 1º dia do ano de 1917 e atualmente amarga a 3ª divisão argentina conhecida também como Primeira B Metropolitana. Apesar do clube não ser expressivo tem um estádio que abriga 45 mil torcedores e sua fornecedora esportiva é a Errea. O CALA jogou na sua história de 91 anos apenas 6 vezes na 1ª divisão, a última promoção para a 1ª divisão foi no ano 2000.

A camisa que eu vou mostrar é um tanto quanto peculiar, ela deve ser de 2005 mas não posso afirmar nada com certeza. Ela usa as cores principais do clube, vermelho e branco, mas tem toques de azul e o fornecedor esportivo da época era a Reusch da qual eu particularmente nunca ouvi falar. Apesar de uma combinação de cores a camisa é bem poluída, isso se deve principalmente as listras em uma enorme quantidade e a espessura mínima, na verdade um reflexo do escudo do clube, igualmente poluído. Mas o desenho principal tem 2 pontos bem curiosos, o primeiro deles é o fato das listras no alto seguirem o formato do escudo, assim desviando do que seria o percurso normal, confesso ser bastante criativo,  o efeito não ficou ruim e nesse caso as listras finas até se adaptaram melhor, mas o resto do conjunto assim como as próprias listras mais para baixo não deixam nenhuma chance para a camisa ser bonita. O outro ponto é que duas listras vermelhas após essa mudança de caminho ficam lado a lado sem nenhuma divisão formando uma listra maior, o que é muito estranho e cria uma barreira na camisa. Geralmente se toma soluções mais inteligentes para casos como esse, ou se caminha com meia listra branca para quando se unir formar uma, ou se faz um desenho não simétrico na questão de cores, talvez a camisa do Barcelona da temporada passada ajude a entender o que eu digo, e as vezes simplesmente unificam as listras no meio. O resultado é o pior imaginável, mas novamente sou obrigado a admitir que o estilista tem criatividade, eu jamais teria tido tal idéia. As listras nas mangas seguem as do tronco da camisa, uma lição que grandes marcas, ou sendo mais direto, a Puma está custando a aprender. Só não entendi direito o motivo deles cortarem a manga na parte inicial e final isolando assim as listras dela, se for para fazer assim simplesmente não façam listras nas mangas. Os patrocínios são bem exagerados, todos em azul e branco conseguem não ficar fora do contexto, mas conseguem poluir ainda mais a camisa além de ocupar mais espaço do que deveriam. Os patrocínios da manga são os mais bizarros, ultrapassam totalmente os limites de um patrocínio da região, um time mexicano consegue colocar 3 nesse mesmo espaço e ainda deixar mais bonito. A gola é uma tentativa de salvar a camisa, tentativa falha, não combina com a camisa em si, além do mais pelo excesso de listras é preferível que não se aplique uma terceira cor, pois as duas já conseguem nos confundir o bastante. E mesmo que tivesse ficado bom usar gola alta o que são aquelas duas linhas brancas. O Reusch acima do escudo em azul até que se salva. De fato é uma camisa horrível, mas do meu ponto de vista tem solução, e até que simples, simplesmente limpem a camisa, removam todos os patrocínios, isso daria uma bela melhorada, mas caso queira deixar ela realmente bonita e criativa estiquem as listras da manga, façam um espaçamento entre as linha vermelhas do meio e uma gola bem simples, tipo a do Boca Juniors, até aceito o uso do azul. Com todas essas mudanças quem sabe a camisa do CALA ficasse comprável.

los-andes.jpg

…Bolívia

A Bolívia não é um país de muita tradição no esporte mais popular do mundo, seu único título é uma Copa América do ano de 1963. Participou apenas de 3 Copas do Mundo, fez somente 1 gol nas 3 edições e nunca ganhou uma partida, o seu máximo foi um empate sem gols com a seleção da Coréia do Sul em 1994. Nas Eliminatórias para a Copa de 2010 o time jogou 4 partidas, um empate, também sem gols, com a Colômbia representa seu único ponto. Os confrontos contra o Brasil estão marcados para dia 9 ou 10 de setembro desse ano aqui e para dia 10 ou 11 de outubro de 2009 lá e representam o penúltimo jogo do turno e do returno respectivamente.

A camisa que provavelmente será usada nos 2 confrontos é bem diferente. Fabricada pela Marathon tem um desenho exclusivo e que vai contra as regras comuns do belo. Sua cor principal é o verde e há, deixa eu ver se consigo explicar, uma faixa horizontal no meio da camisa que ganha um prolongamento no sentido vertical que segue até a gola, isso tudo na cor branca e com um desenho arredondado, no meio dessa faixa há mais 3 faixas também na horizontal, uma delas num tamanho normal, outra num tamanho menor do que o normal e a última que é praticamente um filete, isso nas cores da bandeira da Bolívia, ou seja vermelho amarelo e verde. O símbolo da Marathon entro no centro da camisa e por isso quebra a faixa central, ele está em vermelho, que no meio do verde ficou praticamente irreconhecível. O símbolo da federação boliviana se encontra abaixo do da Marathon, mas não quebra nada, fica no meio da faixa branca. A gola da camisa é outra coisa estranha, parece fazer uns dobradinhos, dando a idéia de folgada. Os detalhes finais ficam por conta de dois filetes, também praticamente invisíveis, nas barras das mangas. Acho que mantendo esse desenho é possível fazer algo menos bizarro, eu colocaria o logo da Marathon no peito direito e concretizaria a faixa que ele ocupava. Mudaria o escudo da federação boliviana para o centro total da camisa, bem no meio da faixa mesmo e faria as barras das mangas e final 1 dedo inteiro de amarelo, mas manteria os filetes vermelhos.

bolivia-0708-a.jpg